23 de setembro de 2012

Pessoas vamos lá ver uma coisa


Com a quantidade de hormonas que fervilham dentro de mim tou capaz de bater, morder e estrangular a próxima pessoa que sem nunca ter trabalhado num call center me disser para mandar para lá o CV! 

A sério pessoas! Só quem já passou por um é que sabe o degredo que aquilo é. As metas irrealistas, o clientes mal educados, as chefias mal formadas, a mania do poderzinho, as formações a despachar só para não serem penalizados por não terem lugares ocupados, os contractos renovados de semana a semana, os 2€ pagos por hora, as equipas desconexas, o inboud com vertente outbound, as vendas agressivas, os relatórios semanais carregados de ameças de despedimento... Tem dias em que é preciso muito travão na lingua e ultimamente esse não é o meu forte.

É que neste momento qualquer coisa é melhor que um call center.

6 comentários:

Palavra Já Perdida disse...

Vais ver que consegues algo melhor :)

Janny disse...

eu nunca trabalhei num, mas via a pressão que o meu irmão sofria quando trabalhava num. Ainda lá se aguentou coisa de 2 anos, mas depois demitiu-se! Como eu já lhe ouvi chamar nos media, os call center são a versão moderna da escravatura.

Catarina Águas disse...

é preciso memo presenciar para crer!

Green disse...

Nunca trabalhei num, mas já ouvi tantas histórias...

Margarida disse...

Até parece que trabalhaste no mesmo call center que eu ;)
As pessoas não têm noção, é muito muito mau.
Ainda bem que já me livrei disso.

Camila. disse...

Aturar gente mal disposta não deve ser o que mais alegra o dia de uma pessoa...