17 de setembro de 2011

Mr. Right #18


A pedido de muitas famílias a rubrica está de volta!
E logo com os homens

Eu-não-sou-cavalheiro-porque-já-existe-igualdade-de-género. 

Deixem-me lá pôr isto em termos que vocês percebam. Isso é mais ou menos como dizerem que só vão ver a primeira parte do jogo de futebol porque uma das equipas já marcou dois golos. E se depois o jogo vai a penaltis para ser resolvido?! Não gostam.

Nós também não gostamos que nos digam que já somos iguais em imensa coisa e que não têm que ser atenciosos connosco! Já nem estou a dizer para nos fazerem serenatas e puxarem a cadeira para nos sentarmos. 

Mas cai sempre bem perguntarem se chegámos bem ou deixarem-no passar primeiro por uma porta. Além disso é sempre uma oportunidade para nos olharem para o rabo sem parecer mal ;)
 

15 comentários:

mari disse...

um pão :D

Pusinko disse...

Ahah
Ainda bem que trouxeste esta rubrica. Gosto das explicações que dás :)
Afinal, sendo uma lição acaba com um argumento positivo pra eles!

'Mimi disse...

Sabes Pusinko com os homens tens que lhes fazer ver a parte positiva ou nem vale a pena ;)

Heriwen disse...

Muito verdade, sim senhora! =) O cavalheirismo nunca sai de moda!

Feliz disse...

Ahhhh! Deste eu gosto! Adam Levine! Hummm a delicious boy! Proximo post pode ser com o Bradon Flowers que eu nada me importo! ;)

Green disse...

Eu nesse sentido concordo mais com eles e menos contigo, claro que sabe bem, mas cavalheirismos a mais, a mim enjoa. Não gosto, parece que sou deficiente e não sei abrir uma porta ou puxar uma cadeira, etc.

'Mimi disse...

Green levado ao extremo não é coisa que me agrade. Mas há pequenos pormenores que fazem toda a diferença ;) às vezes são coisas muito subtis

Shiver disse...

eu deixo sempre as meninas entrarem á minha frente ahahaha :P*

Fogo disse...

Sim Mimi, as mulheres sempre em primeiro lugar... é sempre um prazer...

Palavra Já Perdida disse...

Bom há que ser cavalheiro q.b., e tenho conhecido homens assim, mas outros que deviam ser mais, são valentes broncos.

Wild Things disse...

Adorei a última frase! Não resisti a pô-la no meu blog * beijinhos.

Paulo Nunes disse...

Muitos homens não fazem isso sabes porque? porque correm o risco de apanharem uma das milhares de feministas que existem actualmente e que por deixarem passar à frente ou abrir uma porta, chamam logo maxista e dizem que têm mãos para abrir portas. Claro que a última que me disse isso.... foi para casa pensar no assunto.
Para as pessoas que conheco razoavelmente faço isso tudo e muito mais, para pessoas desconhecidas evito, porque hoje em dia.. um sorriso, um bom dia, um olá.. elas interpretam logo "está no engate.. vai me pedir o nº de telemovel!" e para não me chatiar.. evito ser simpatico! às vezes sou... mas fico sempre com receio que a outra pessoa pense mal! enfim! coisas da vida :)

Bid disse...

Cá está a tão afamada, e igualmente aguardada, rubrica! =)
Mais uma vez vou ter que discordar (tenho que defender a minha "raça" não é?). Penso que esse espécime é muitas vezes confundido com o Eu-daria-tudo-mas-ainda-não-sei-se-vales-a-pena.
Pensa comigo, quais são os namoros/paixões que mais ficam nas memórias das raparigas e mesmo dos rapazes? Eu cá acho que são as de adolescente. Nessa altura, próprio da idade (e provado cientificamente) ainda não se tem noção dos perigos e por consequência arriscar. Faz-se muita coisa sem pensar e vive-se muitas vezes no limite! Com isto quero dizer que com o passar dos anos, os "tapas na cara" (como dizem os brasileiros) começam a fazer efeito e os receios de entrega comprometem o início e desenrolar de relações.
Penso que qualquer homem, tal como era em adolescente, assim que se encontra apaixonado dá tudo e faz tudo! Não tem problemas em fazer serenatas, abrir portas, puxar cadeiras ou até puxar aviões com os dentes!! (ok, é um exagero, mas acredita que se fosse preciso faria!)
Não julgues um homem pelos primeiros encontros ou mesmo primeiros meses, pois até sabermos que vale a pena, fazemos coisas que... deixam a desejar =P

C. disse...

Ora aí está :)
Gostei daqui!

'Mimi disse...

Paulo Nunes e Bid eu percebo o vosso ponto de vista.

Ninguém que ficar ali na berlinda e é normal ninguém apostar tudo no inicio da relação.
Mas há gestos que caem sempre bem ;) podem tentar uma vez. Se correr bem, óptimo. Se correr mal também era moça que só ia dar trabalho ;)